naquela noite

já nua

tentava

com toda sua verdade

despir-se

de outras vestes

[interiores]

confusa sim

e arredia

sabia

que não suportaria

seu próprio

desassossego

vestiu-se

de solidão

beijou

a neblina

deixando pra trás

qualquer rastro

de

razão

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “naquela noite

  1. De repente, a gente vê que perdeu
    Ou está perdendo alguma coisa
    Morna e ingênua que vai ficando no caminho
    Que é escuro e frio, mas também bonito porque é iluminado
    Pela beleza do que aconteceu há minutos ou anos atrás

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s